Nova carta do animador de JPIC da Ordem encoraja à solidariedade

04 de abril de 2020, sábado
A TODOS OS ANIMADORES DE JPIC CAPUCHINOS
Queridos irmãos,

Paz e tudo de bom.

Espero que todos continuem a ter ótima saúde e bom humor.

Uma semana se passou desde a última mensagem do escritório capuchinho da JPIC. Muitas coisas já aconteceram desde então.

Quando entramos na Páscoa, a crise da pandemia continua a aumentar com grande velocidade em muitas partes do
mundo. Os países bem desenvolvidos estão agora sobrecarregados pela infinidade de casos em que “pedidos de ajuda” de países pobres não são mais ouvidos em confusão.

Países pobres, como os da América Latina (por exemplo, Equador), não têm capacidade para diagnosticar adequadamente o COVID19 ou mesmo fornecer serviços de saúde suficientes para as pessoas afetadas por ele. A morte literalmente ocupa as ruas. A melhor ajuda que alguns governos podem pagar é enterrar os mortos, mas mesmo isso geralmente é inadequado. Os sem-teto, os pobres e os vulneráveis precisam de ajuda agora.

Muitos de nossos irmãos em todo o mundo estão respondendo compartilhando sua comida e recursos com as pessoas. Ouvimos dizer que irmãos em países desenvolvidos (como Itália, Alemanha etc.) continuam fornecendo alimentos de suas “cozinhas de sopa” e centros para os pobres, enquanto tomam constantemente precauções para impedir a propagação da doença. Os irmãos capuchinhos de outros países, como Índia, Indonésia, Filipinas e muitos outros, estão abrigando sem-teto em seus conventos ou estão percorrendo as ruas e vilas equipamentos de proteção para distribuir alimentos e outras necessidades às pessoas. Outros irmãos, como os brasileiros, estão usando a mídia on-line para arrecadar fundos para os pobres.

Todos esses esforços frequentemente arriscam a vida de nossos irmãos, mas continuam demonstrando cuidado e
solidariedade com as pessoas. Alguns já perderam suas vidas em serviço.

Quarentenas quase globais limitam bastante as viagens entre países e também dificultam colaborações internacionais e o compartilhamento de recursos. Muitos dos pedidos dos países pobres não podem mais ser tratados adequadamente. Mesmo no nível local, a distribuição de alimentos e recursos está se tornando um problema.

Em meio a essas dificuldades, nossos irmãos capuchinhos estão preenchendo o que está faltando, ajudando as pessoas da vizinhança. É bem possível que essa situação continue por algum tempo.

Encorajo-vos, queridos irmãos, a continuar em seu espírito de solidariedade com os necessitados. Agradecemos
imensamente suas expressões heróicas de fraternidade universal.

A maior parte do nosso trabalho agora terá que ser localizada, utilizando os recursos disponíveis para continuar ajudando as pessoas ao nosso redor.

Vamos continuar orando um pelo outro, especialmente por nossos irmãos que atualmente trabalham em ambientes difíceis e com risco de vida.

Permita-nos também atualizar-nos constantemente. Compartilhe o que você está fazendo e experimentando na linha de frente e na periferia. Informar nossos irmãos nas Conferências e em todo o mundo. Vamos encorajar um ao outro
compartilhando experiências.

Para aqueles que mantêm nossos “grupos WhatsApp do JPIC’ no nível da Conferência e da região, talvez seja hora de
atualizar a lista de nossos animadores de JPIC, para que todos em nossas respectivas áreas possam ser constantemente informados. Vamos promover melhores comunicações de JPIC em nossas Conferências.

Se você acha que será útil ter reuniões on-line regulares ou formar grupos de suporte on-line em suas Conferências ou regiões, fique à vontade para iniciar as comunicações on-line.

Nosso maior desafio no momento é permanecer com as pessoas onde nossas fraternidades estão localizadas e fazer de nossas presenças “lâmpadas” no meio de uma situação mundial que se escurece rapidamente.

Desejo a todos uma Páscoa abençoada.

Permanecendo unidos a você em espírito e orações,

Frei Joel de Jesus, OFMCap. JPIC dos Capuchinhos
Assis, Itália
04 de abril de 2020.

2 Carta aos animadores capuchinhos de JPIC

Deixe uma resposta