Capuchinhos no Paraná aprofundam JPIC

No dia 07 de fevereiro de 2019, a convite da Província São Lourenço de Brindes, frei Marcelo Toyansk conduziu um estudo fraterno aos frades, reunidos na semana de atualização, sobre o tema JPIC (Justiça, paz e Integridade da Criação), na cidade de Almirante Tamandaré (PR).

De forma muito serena, cada frei pode perceber como esse aspecto é algo próprio do nosso carisma franciscano. Assim, como a fraternidade, oração, apostolado e minoridade, o JPIC é uma dimensão constitutiva da vocação franciscana.

Entender o JPIC é um processo que passa de um cuidado superficial, e chega até a compreensão da fraternidade universal. Todas as pessoas a todo momento estão se relacionando entre si e com o meio em que vivem. Relações destrutivas, exploratórias existem em relação à natureza como em relação a pessoas.

O cuidado com as relações é uma forma de curar tantas feridas naturais e sociais que foram impostas. Antes de divergências culturais, políticas, econômicas, ou religiosas somos parte de uma mesma família. 800 anos atrás São Francisco e o sultão Malek Al-Kamel compreenderam isso. Nenhuma arma, nenhuma convicção, nenhuma estrutura ou instituição podem proteger as pessoas de enfrentar as consequências de suas relações. A paz se alcança por meio de uma conversão permanente.

Cuidar da criação é oferecer carinho a tantas pessoas que se sentem abandonadas; é proteger cada ser, pois todos temos direito à vida, independentemente de suas convicções ou opções; cuidar da criação é olhar o mundo com os olhos de Deus.

Os freis da província saíram com ânimo revigorado depois de refletirmos, estudarmos e rezarmos a vida juntos. Nossa Gratidão ao frei Marcelo, por ser irmão entre os irmãos.

Por frei Kleber Moresco (Fraternidade Nossa Senhora das Mercês – Curitiba, PR)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *